Harry Potter e as Relíquias da Morte

Harry Potter e as Relíquias da Morte
Autora: J.K. Rowling
Ano: 2017
Editora Rocco
Número de páginas: 512
Tradução: Lia Wyler


LIVROS QUE DEIXAM MARCAS
Por Ana Flor

 

Fiquei muito em dúvida sobre qual livro escolher para fazer esta resenha, pois Harry Potter é considerado “infantil”, além disso muitas pessoas já conhecem a história. Ou seja, eu não estaria apresentando um livro novo para os leitores do Torvelim. Mas Harry Potter é o livro mais importante da minha vida até agora e será para sempre o livro mais importante da minha infância. Um livro que faz parte da minha vida em proporções gigantes, que me ajudou a refletir e, acredito eu, a criar uma identidade e gostos próprios, em um processo de amadurecimento. A Ana Flor antes de Harry Potter é uma Ana Flor muito diferente da Ana Flor pós Harry Potter.

Escreverei sobre o último livro da série, o meu livro favorito. Relíquias da Morte é o desfecho perfeito para uma história com muita aventura e magia, pois conseguimos ver todo o amadurecimento dos personagens. Harry, Roni e Hermione estão em sua aventura final se preparando para a batalha contra o Lord Voldemort. Os três foram obrigados a ficar escondidos em meio a uma enorme onda de ódio e magia das trevas, que tomou conta do universo bruxo e tem que procurar e destruir todas as horcruxes para conseguir finalmente derrotar Voldemort. Em meio a sua aventura, os personagens têm que lidar com diversas questões emocionais e o medo de não saber de sua família provoca brigas e intrigas entre os amigos. A pressão e o medo acompanhado de futuro incerto criam uma trama muito interessante que nos faz pensar e refletir muito. Além disso, em Hogwarts com Snape no poder, um forte aliado de Lord Voldemort, a Armada de Dumbledore com agora os amigos de Harry, Nevillle, Gina e Luna na liderança não param de lutar e são cruciais no fim da batalha de Hogwarts, fazendo um paralelo com a importância do movimento estudantil.

Em meio a mortes e descobertas reveladoras, Harry Potter e as Relíquias da Morte mostra que o amor ganha do ódio, que a luta faz a diferença e em momento como esse serve de inspiração para nós acabarmos com os nossos Voldemorts do ódio e vencer com nosso amor.

A saga Harry Potter traz ótimas reflexões para a sociedade não mágica, uma saga com protagonista femininas diferentes, fortes e inspiradoras que fala também do poder do amor que foi capaz de proteger e vencer uma maldição que nunca havia sido quebrada. Mostrando que o amor é capaz de tudo, vence o ódio, a morte e a magia. Uma saga que traz diversos paralelos com a nossa sociedade como os elfos domésticos e a escravidão, os dementadores que foram inspirados em depressão ou os decretos de Dolores Umbrige que proíbem diversas coisas para os alunos de Hogwarts com a censura entre outros.

Harry Potter é uma literatura aparentemente besta e infantil mas que nos traz tantas reflexões e questões filosóficas que me marcou e me ajudou em momentos de tristeza.
Nesse momento de quarentena é importante lembrar da frase de Alvo Dumbledore: “Pode se encontrar a felicidade mesmo nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz”.

 

Ana Flor tem 12 anos e vive no Rio de Janeiro. Gosta muito de ler, escrever, e assistir séries, sua série favorita é Anne with an e. É feminista e adora refletir sobre a sociedade.


TORVELIM | Todos os direitos reservados © 2019 | contato@torvelim.com.br